Judô

O judô é uma arte marcial esportiva. Foi criado no Japão, em 1882, pelo professor de Educação Física Jigoro Kano. Ao criar esta arte marcial, Kano tinha como objetivo criar uma técnica de defesa pessoal, além de desenvolver o físico, espírito e mente. Esta arte marcial chegou ao Brasil no ano de 1922, em pleno período da imigração japonesa.

O judô teve uma grande aceitação no Japão, espalhando, posteriormente, para o mundo todo, pois possui a vantagem de unir técnicas do jiu-jitsu (arte marcial japonesa) com outras artes marciais orientais.



História do Judô

O fundador do Judô, Sensei Jigoro Kano, nasceu na província de Hyogo em 28 de outubro de 1860 e faleceu em 1938, com 79 anos de idade.

Em 1877, já com 17 anos, entrou na universidade de Kaisei, e foi bater à porta do Sr. Hatinosuke Fukuda, do estilo Tenshin Shinyo-Ryu.

Como as artes marciais praticadas naquela época ainda eram remanescentes do período em que o Japão vivia em guerra, o Sensei estudou estas artes e procurou transformá-las em algo mais útil para o aperfeiçoamento do ser humano.

Estudou Katame e Goshinjitsu na escola Tenshin, com o mestre Tsuneroshi likubo e o método Kito Ryu, aperfeiçoando o seu segredo.

Estudou também o segredo de outras artes, e baseado na própria experiência, convenceu-se da importância que o estudou do jiu-jitsu traria de grande valor educativo para a nova era.

Em 1882, Sensei Kano alugou um quarto na biblioteca do templo Eshoji em Tokio, onde se dedicou ao estudo das wazas (técnicas), com objetivo de fazer com que o jiu-jitsu tornasse uma atividade de educação física, moral e cívica. Ele desenvolveu o jutsu em michi (suavidade em caminho), denominando esse esporte de Judô (caminho da suavidade), e fundou a escola onde se aprende o judô - KODOKAN, (Instituto do Caminho da Fraternidade).

Esse quarto servia ora de sala de estudo, ora de academia e a noite, transformarra-se em dormitório.

Em seu quarto havia um quadro redigido por ele mesmo com três letras significando: "Com esforço, certamente, consegue".

A academia foi mudando de um lugar para outro à medida que aumentava o número de praticantes.

Em 1901, o Judô KODOKAN já contava com mais de 6.000 praticantes, onde funciona até hoje o instituto kodokan de Judô.

Os três princípios do Judô são: "ju" (suavidade), "Seryoku Zenyu" (máxima eficiência com mínimo esforço) e "Jita Kyohei" (amizade e prosperidade mútuas).

Hoje em dia, o judô é praticado em todas as partes do mundo e conta com mais de 175 países filiados a F.I.J. (Federeção Internacional de Judô), sendo também um dos esportes que mais medalhas trazem para o Brasil em competições internacionais.

Curiosidades - Cronologia do Judô

1882 - Fundação do Judô Kodokan.

1886 - Histórica e competição entre artes marciais, inclusive o Judô vence o Judô Kodokan passando assim, a ser praticado pela polícia Japonesa.

1909 - Jigoro Kano torna-se colaborador do Barão Pierre de Coubertin no movimento Olímpico, permanecendo até a sua morte.

1952 - Fundação da União Panamericana de Judô.

1954 - Primeiro Campeonato Brasileiro de Judô.

1956 - Primeiro Campeonato Mundial de Judô em Tóquio. Primeira participação do Brasil em um campeonato Internacional; o segundo Campeonato Panamericano.

1958 - Fundação da Federação Paulista de Judô.

1964 - O judô é aceito nos jogos Olímpicos de Tóquio, com apenas três categorias.

1969 - Fundação da Confederação Brasileira de Judô. Até então, o judô era regido pela Confederação Brasileira Pugilismo.

1972 - O judô passa a ser definitivamente esporte olímpico.